Noticias

BRMALLS ANUNCIA RESULTADOS DO 4T17 E DO ANO DE 2017

Destaques:

. A receita líquida do 4T17 totalizou R$ 370,6 milhões, uma variação negativa de 4,6% ante o valor apresentado no 4T16. Expurgando o efeito de vendas de participação, a variação negativa foi de 2,2%. No ano de 2017, totalizamos R$ 1.348,0 milhões, uma variação negativa de 1,6% ante o exercício anterior ou 0,3% quando excluímos o efeito de vendas de participação.

. As vendas mesmas lojas (SSS) apresentaram crescimento de 1,6%, um incremento de 2,2 p.p. ante o SSS do 4T16. No ano, o SSS teve crescimento de 2,8%, 3,3p.p. acima do SSS de 2016. O indicador vendas/m² apresentou crescimento de 4,2% em 2017, 1,4p.p. acima do SSS divulgado. Esta dispersão entre SSS e vendas/m2 é explicada pela qualificação do mix de nosso portfólio, reforçando nossa visão de longo prazo para os ativos.

. Alcançamos no 4T17 uma taxa de ocupação média de 96,2%, 1,0p.p. acima da taxa de ocupação do 3T17. Ao final do ano, alcançamos uma taxa de ocupação de 97,4%. Nossos 15 ativos de maior representatividade em NOI atingiram uma taxa de ocupação média de 98,2%.

. Registramos um EBITDA ajustado de R$ 235,4 milhões no trimestre, com margem de 63,5%. No ano, o EBITDA ajustado recuou 13,8% para R$ 876,0 milhões, com uma margem de 65,0%. O principal impacto decorreu das provisões para devedores duvidosos, de R$ 61,9 milhões, onde R$ 25,2 milhões se referem a um efeito não recorrente fruto da mudança de critério de provisão que passa de 360 para 180 dias (ver Anexo V do relatório de resultados). Excluindo o efeito de mudança de critério contábil de provisão e efeito de vendas de participação, o EBITDA ajustado reduziu em 9,3% no trimestre quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

. No trimestre, amortizamos a totalidade da dívida Citi 4131 no valor de R$ 184,4 milhões e após o final do trimestre, em janeiro de 2018 amortizamos todo o saldo da dívida J.P. Morgan 4131, que totalizou R$ 159,8 milhões.

. A companhia acelerou o processo de desalavancagem após as vendas de ativos realizadas em dezembro e encerrou o ano com umadívida líquida de R$ 1.637,4 milhões. A redução do nosso endividamento e custo médio da dívida contribuíram para a melhora de 42,0% do nosso resultado financeiro caixa.

. Registramos no trimestre um FFO ajustado de R$ 133,5 milhões, o que representa um crescimento de 13,5% quando comparado ao 4T16, e com margem de 36,0%, a melhor margem AFFO desde o 4T14. Em 2017, nosso AFFO apresentou crescimento de 64,1% ante o ano anterior, totalizando R$ 491,1 milhões, com uma margem de 36,4%.

. No 4T17 a companhia deu mais um passo importante na estratégia de reciclagem de portfólio. Vendemos participação em 5 shoppings por R$717,3 milhões. Assim, fechamos o ano levantando um total de R$824,3 milhões.

. Com o objetivo de otimizar alocação de capital, foi aprovado em março/2018 um programa de recompra de ações no valor de até 41.597.300 de ações, que representam 4,76% do total de ações da companhia, no período de até 12 meses.

Para acessar o Relatório de Resultados do 4T17, clique aqui

Teleconferências:

Português:

15 de março de 2018
10:00h (09:00 a.m. US ET)

Tels:

+55 11 3127-4971
+55 11 3728-5971

Webcast:

cast.comunique-se.com.br/BRMalls/4T17

Replay:

+55 11 3127-4999
Identificador da Gravação: 91894453

Inglês:

15 de março de 2018
11:00h (10:00 a.m. US ET)

Tels:

+55 11 3127-4971
+55 11 3728-5971
1-516-300-1066 (U.S.)

Webcast:

cast.comunique-se.com.br/BRMalls/4Q17

Replay:

+55 11 3127-4999
Identificador de Gravação: 54861441