Estratégia

Acreditamos que a implementação das nossas principais estratégias comerciais, financeiras e de investimentos proporcionará melhorias no desenvolvimento das nossas operações, maximizando o retorno aos nossos acionistas e gerando vantagens sobre nossos concorrentes. Nossas principais estratégias são:

Fortalecimento de portfólio

Nossa principal estratégia consiste no fortalecimento do nosso portfólio. Para isso, segmentamos nosso portfólio em 4 tiers, sendo os tier 1 e 2 shoppings com as seguintes características: (i) localizados em praças de alta densidade populacional; (ii) ativos dominantes em suas regiões de atuação; (iii) ativos no topo da preferência do consumidor e do lojista; e (iv) alto potencial de consumo. Enquanto isso, os tier 3 e 4 incluem shoppings: (i) com baixa representatividade de NOI; (ii) ativos não administrados pela brMalls; e (iii) ativos em maturação. Focamos em investir nos ativos tier 1 e 2, que vemos como os ativos que irão gerar valor no longo prazo, enquanto desinvestimos dos ativos tier 4 e realizamos estudos de viabilidade para avaliar a possibilidade de transformar os ativos tier 3 em tier 2.

De forma a investir em nossos ativos tier 1 e 2, em 2017, foram anunciados projetos de retrofit em 5 shoppings e, posteriormente, anunciamos que mais 5 shoppings seriam incluídos no projeto. Os projetos de retrofit buscam dar uma nova cara a estes ativos, aumentando sua atratividade de longo prazo perante consumidores e lojistas. O investimento estimado é de R$ 400 milhões até 2022.

Em relação a aumento de ABL, buscamos constantemente oportunidades de aquisição de novos ativos e oportunidades de aumento de participação em algum de nossos ativos. Entretanto, em ambos os casos, buscamos aumentar nossa exposição a ativos que tenham as características de tier 1 ou 2. Acreditamos que, ao sermos mais criteriosos com nossas aquisições, poderemos obter um portfólio de shoppings mais produtivos, resilientes a ciclos econômicos e que gerem maior valor no longo prazo.

Contínua extração de valor dos shopping centers de nosso portfólio

Continuaremos a implementar estratégias para atrair consumidores e, consequentemente, aumentar o tráfego de pessoas e o volume de vendas de nossos empreendimentos. Para incrementar o fluxo de famílias nos shoppings, temos reforçado e pretendemos continuar a reforçar o pilar de entretenimento nos shoppings com foco em parcerias exclusivas e eventos inéditos. Adicionalmente, buscamos sempre diversificar as fontes de receita dos shopping centers em nosso portfólio, como por exemplo, iniciando a cobrança de estacionamento em shopping centers onde ele ainda não é cobrado, e alugando Malls para eventos especiais, quiosques e outras pequenas lojas, em caráter temporário. Além disso, pretendemos continuar a implementar a estratégia de reciclagem do portfólio com a venda de ativos nos quais possuímos participação minoritária e não administramos o shopping ou ativos nos quais esperamos crescimento abaixo da média da Companhia para os próximos anos.

Foco em melhoria da eficiência

Buscamos constantemente tornar nossas operações mais eficientes, seja pela implementação de padrões de excelência em nossas operações, finanças e pessoal, seja pela reestruturação do nosso Backoffice (antigo Centro de Serviços Compartilhados), responsável por todas as funções administrativas, financeiras, contábeis, tecnologia da informação e outras de nossos shopping centers e de nossa sede, seja pela adoção de um sistema integrado de gestão, o Oracle Business (EBS). Temos a intenção de continuar focando nossa atenção às nossas atividades principais, com contínuas melhorias dos nossos processos, incrementos de ganhos de escala decorrentes da centralização das nossas compras de bens de consumo e a terceirização de serviços de limpeza, segurança e outros.

Inovação

Nossa tese em Transformação Digital é complementarmos nosso modelo de negócios nos tornando uma poderosa plataforma, unindo sellers (lojistas) e buyers (consumidores); nos tornando mais indispensáveis para ambos e monetizando através das formas tradicionais de real state (aluguéis), além de novas formas de monetização do relacionamento com consumidores (mídia digital, promoções segmentadas, entre outras). O time de tecnologia é liderado pela Sandra Souza, diretora de TI, anteriormente diretora de tecnologia do Carrefour Brasil.